Usamos cookies. Se concordar, pode continuar a navegar.
Programas e Destinos
Selecione a estância de ski
Check-in
Check-out

As 6 melhores rotas para caminhadas em Andorra

 

Se só visita Andorra no inverno, não sabe o que está a perder!

O país dos Pirenéus oferece inúmeras atividades e rotas singulares na montanha!

 

Os amantes de caminhadas (ou trekking) adoram visitar o principado de Andorra "fora da temporada de ski" devido ao número de rotas oferecidas e às temperaturas amenas no verão.


Mas não há opções apenas para os especialistas... Há excursões para todos os níveis! Quer vá de férias com crianças, com o seu animal de estimação ou se for um especialista em percursos de montanha, existe algo interessante para todos!

 


As rotas de montanha de Andorra são absolutamente singulares!

 


Em Andorra pode encontrar vários vales e montanhas a cerca de 3.000 metros de altitude e, conta com 3 áreas protegidas: o Valle del Madriu-Perafita-Claror (Património Mundial da UNESCO), o Parque Natural Comunal Valls del Comapedrosa e o Parque Natural del valle de Sorteny.

 

Como pode constatar, existem várias opções, mas dependem do que procura e do seu nível de caminhada (avisamos que nas montanhas deve estar SEMPRE preparado). Por isso, preparámos-lhe uma lista com os 6 melhores roteiros de montanha em Andorra em diferentes áreas e com diferentes níveis para que possa escolher a que melhor se adequa. Vamos começar?

 

 

 

 

Rota do Ferro

 

A primeira rota de montanha em Andorra a destacar é ideal para famílias, mas também é perfeita se quiser fazer uma caminhada rápida! Passa por locais de interesse cultural e natural que oferecem uma forma diferente de explorar a natureza durante as caminhadas.

 

 

​Está pronto para a "Ruta del Ferro" em Andorra?

 

 

Para iniciar o percurso, estacione na Mina de Llorts e siga em direção a La Cortinada, um lugar importante para a economia das aldeias da região.

 

Esta rota linear destaca-se pela passagem pelo Caminho dos Trajinantes, uma antiga rota de transporte de ferro. Hoje em dia, para comemorar estes eventos existe o "Homens de Ferro", uma exposição ao ar livre com esculturas em ferro que simulam o seu percurso por esta rota do comércio metalúrgico.

 

 

Estes são os "Homens de Ferro"!

 

 


O resto do percurso é muito divertido e fácil de seguir, pois pode ver as pontes de Vilaró e Arans, Sant Martí de La Cortinada. A rota está sinalizada em vermelho e branco, típica da GR11 (a grande rota dos Pirenéus).

 

Distância: 4,2 km (8,4 km ida e volta)
Nível: Fácil
Duração estimada: mais de 2 horas
Principais características: Acessível e ideal para famílias com crianças. Visitas guiadas estão disponíveis no verão, dentro da Mina de Llorts.

 

 

Ao percorrer a Rota do Ferro encontrará paisagens como estas!

 


 

Lago Engolasters e o Camino de las Pardines


Esta rota de montanha é linear e consiste em uma excursão com duração de quase 4 horas a partir da igreja de Sant Martí d'Engolasters.

Nas proximidades existe um parque de merendas na fonte Font de la Closa, muito útil para comer antes (ou depois) do percurso. O percurso não é muito complicado, mas é dificultado pela inclinação e pela distância percorrida, pelo que terá de estar bem preparado!

 

 


Aqui está a maravilhosa área de piquenique para descansar!

 

 

Este percurso percorre o Caminho Hidroeléctrico de Engolasters, o Caminho do Canal e o Circuito das Fontes até à Lagoa de Engolasters.

 

A melhor coisa sobre a rota? As vistas panorâmicas dos picos de Casamanya, Estanyó e Cabaneta. Além do belo caminho botânico do Camino de las Pardines, onde irá ver florestas de pinheiros vermelhos e pretos que se projetam para uma maravilhosa paisagem de vales verdes.

 

 

Poderá ver as incríveis vistas dos picos de Casamanya e Estanyó

 

 

Distância: 13,8 km
Nível: Médio
Duração estimada: 3 horas e 40 minutos aproximadamente.
Principais características: Percurso que passa pelo lago Engolasters, que faz parte das instalações de captação de água que alimentam a central hidroeléctrica.

 

 

Camino Madriu

 

Esta rota de montanha é uma das mais bonitas. Ao longo do caminho, irá descobrir o excepcional vale do rio Madriu, que adoramos!

 

A sua excursão começa com estas vistas maravilhosas!

 


A rota começa na estrada para La Plana e percorre todo o vale do rio Madriu até chegar ao maravilhoso Estany de l’Illa. A beleza do Lago Illa deixa qualquer um deslumbrado ao ver a paisagem circundante de montanhas sinuosas.

 

 

A vista panorâmica do Estany de l'Illa é espetacular, não é?


 

Este percurso passa por antigos caminhos empedrados, socalcos, muros de pedra... Um local pitoresco que realça a beleza do passado e a natureza de hoje.

 

Os amantes das caminhadas e dos percursos de montanha destacam o Caminho de Madriu como os seus percursos preferidos nos Pirenéus.

Distância: 23km
Nível: Médio-alto
Duração estimada: 7 horas
Principais características: Com esta rota conhecerá as atividades mais importantes do Vale do Madriu, agricultura e pecuária.

 

 

Montmalus Peak e Colells Circus


Esta rota circular leva-o ao longo da crista do Colells Cirque. A rota começa em Grau Roig e sobe até o pico de Montmalús, continua pelo circo de Colells e regressa ao ponto de partida ;-)

 

 

O Lago Primer de Pessons e o Cirque de Pessons irão surpreendê-lo!

 

 

O que os caminhantes mais gostam neste percurso é a paisagem, pois dizem-nos que oferece algo diferente dos outros.

 

Aqui encontrará grandes paredões de rocha verticais e uma série de lagos que no passado moldaram a paisagem que vemos hoje. Curioso, não é?

 

Este é o lago de Montmalús e o pico de Muga!

 

 

É por isso que irá ver que quase todos os caminhos estão cheios de marcos de pedra que o farão lembrar sempre da rota, popularmente conhecida como "glaciar rochoso do Circo dels Colells".

 

Não é um caminho fácil, mas vale a pena. Durante a excursão, pode observar como a paisagem muda e a natureza conta a história da passagem do tempo. Além do mais, as vistas são espectaculares!

 

 

Ao chegar ao Cirque de Pessons terá vistas panorâmicas deste calibre.

 


Distância: 10,4 km
Nível: Difícil
Duração estimada: 4 horas
Características principais: Fique de olho no céu, os abutres espreitam os picos a baixa altitude... Se tiver sorte, poderá ver um deles.

 

 

Percurso circular pela freguesia de Canillo

 

Continuamos com a nossa compilação de rotas de montanha em Andorra! Agora é a vez de um itinerário muito interessante que percorre a zona da freguesia de Canillo. Passa por lugares como: o santuário de Meritxell, Sant Miquel de Prats... O caminho atravessa o rio Valira e sobe ao longo das margens do Mereig.

 

 

Subindo os bancos Mereig



Especialistas apontam que o traço mais característico do percurso é o contraste entre as pistas do lado ensolarado e do lado sombreado. Encontrará a rota sinalizada com grafites coloridos em forma de flor!

 

Siga estas indicações para seguir a Via Circular de Canillo.

 

Caminho que leva ao vale do Riu

 

Esta rota é para níveis médios; não é muito complicado. Irá cruzar diferentes vales, como Montaup, Riu, Ransol e Incles, enquanto se dirige para Soldeu.

 

Rio Incles

 

 

Aviso! Este percurso, embora já lhe tenhamos dito que não é tecnicamente complicado, é melhor treinar para ele, pois há um declive bastante acentuado e uma longa distância.

Terá que estar preparado! Garantimos que valerá muito a pena.

 

Distância : 29,4 km
Nível : Notável
Duração estimada : 9 horas
Principais características : A famosa beleza glacial da região está muito presente nesta rota.

 

 

Pico Comapedrosa

 

E finalmente... Esta rota semicircular segue em direção a um dos picos mais importantes e mais altos (2.942 m) do Principado de Andorra. Embora não seja um percurso tecnicamente difícil, recomendamos que o faça se for fã de caminhadas e estiver habituado a caminhar em terreno montanhoso.

 

Se não estiver, tem outras opções melhores listadas neste artigo!

 

 

Siga as indicações para Coll de Comapedrosa seguindo a rota


 

O percurso começa em Prats Sobirans (muito perto de Arinsal) onde se situa a freguesia de La Massana. Deve subir pelas margens do rio Pedrosa até a Pleta de Comapedrosa e continuar até o Lago Negro. Neste ponto pode iniciar-se o percurso até ao cume da Comapedrosa.

 

Se está com vontade de descansar, um bom lugar para descansar é ao lado do Lago Negro.

 

 

Ao chegar ao Pico Comapedrosa, desfrutará das melhores vistas de Andorra e imortalizará o momento (prepare sua câmera). Depois, na descida, deve-se seguir em direção a Portella de Baiau para fazer nova ligação com a Pleta de Comapedrosa.

 

Vistas do cume

 

Neste caminho, visitará o refúgio Comapedrosa e descansará um pouco à beira do Lago Truites. Depois pode voltar do jeito que veio.

 

Distância: 14,3 km
Nível: Alto
Duração estimada: 6 horas
Principais características: Visitará o Parque Natural Comunal dos Vales Comapedrosa, composto por vários tipos de vegetação, como pinhais vermelhos, grandes prados, áreas rochosas...

 

E, há mais um! Deixamos o melhor para o final!!

 


Bonús: Os Lagos Tristaina ou Lagoas Tristaina

 

Há algumas semanas, para preparar este artigo, decidimos viajar até Andorra e fazer um destes percursos. O nosso favorito foi a rota circular dos Lagos Tristaina, e se quer saber o porquê, continue a ler!

 

Esta excursão é uma das mais bonitas e acessíveis dos Pirinéus Andorranos. Para iniciar a excursão, terá que ir ao ponto mais alto da estação de esqui Ordino Arcalís, o estacionamento do restaurante La Coma.


Embora quando lá fomos, não pudemos subir até aquele ponto e estacionamos no estacionamento do Cs-380 e de lá começamos o percurso pela estrada Vella:

 

 

 

 

Temos que confessar que no início o caminho parece mais complicado do que é... Começa com uma inclinação bastante íngreme, e demora cerca de 15-20 minutos até chegarmos à Pla de Tristiana, um local cheio de zonas húmidas.

 

Seguimos o caminho até chegar ao Estany Primer, o menor e mais azul dos lagos. Ainda havia neve e gelo! Um pouco mais acima está a Estany del Mig e a Estany de Més Amunt, sendo esta última a maior e a segunda maior de Andorra.

 

Na chegada paramos para um lanche, alguns sanduíches e sucos que trouxemos para repor as forças.
As vistas são incríveis. Parece algo saído de um cartão postal!

 

No nosso caso, fizemos o mesmo caminho de volta ao carro. Mas o ideal é seguir as placas amarelas para terminar o percurso dos Lagos de Tristaina.

 

Distância: 4,39 km
Nível: Moderado
Duração estimada: 2h
Características principais: as três altas montanhas que dão nome ao percurso são, sem dúvida, a característica mais marcante. Outro elemento é o monumento Arcalís 91, do escultor Mauro Staccioli (o anel de aço de 4 m de Ordino Arcalís).

 


Conhecia todas essas rotas? Gostaria de destacar algum delas que não explicamos? Avise-nos se vai ou já esteve em algum destes percursos de montanha em Andorra! Adoramos ler sobre as suas aventuras!

 

Descubra os melhores hotéis e apartamentos em Andorra